• Assessoria COI

“Dirija Sem Desculpas”: começa a segunda fase


Dia do Motociclista marca o início da divulgação de seis vídeos.

No dia 27 de julho comemora-se o Dia do Motociclista. Porém, não há muito o que celebrar. De acordo com as estatísticas, a motocicleta é um dos meios de locomoção que mais mata no país. Só no estado de São Paulo, mais de 900 motociclistas já perderam a vida em 2017.

Para chamar a atenção sobre os riscos que envolvem esse tipo de transporte e dar continuidade à ação de conscientização intitulada “Dirija Sem Desculpas”, o primeiro vídeo da segunda fase da campanha fala por que razão algumas pessoas preferem andar de moto. Ao todo, serão seis vídeos com diferentes abordagens publicados nas Redes Sociais.

ESTATÍSTICAS E DADOS

Segundo os dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), em 2011 ocorreram 72,4 mil internações de vítimas de acidentes de trânsito no país. Desse total, quase 50% (35,7 mil) foram vítimas de acidentes de motocicleta.

De acordo com o “Mapa da Violência 2014 – Os jovens do Brasil”, de 1996 a 2012, mais de 130 mil pessoas morreram em acidentes com motocicletas.

Em 2015, o Seguro DPVAT indenizou 42.500 por morte e 515.750 por invalidez. Neste mesmo ano, o número de óbitos em acidentes envolvendo motocicletas no Brasil passou de 12 mil.

No estado de São Paulo, conforme o levantamento feito pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, os números de acidentes não param de crescer em 2017 e as motocicletas representam o meio de locomoção mais perigoso, chegando a quase 30 mil acidentes e mais de 900 mortos em apenas seis meses.

No Rio de Janeiro, em 2016, o número de vítimas de transito socorridas pelo Corpo de Bombeiros (CBMERJ) superou 55 mil — o que corresponde à população do município de Rio Bonito.

A quantidade de multas entre os cariocas também impressiona. De acordo com o Detran RJ, somente no primeiro semestre de 2017 foram aplicadas 19.611 multas a motociclistas. A maioria devido ao condutor ou passageiro estarem sem capacete de segurança.

Uma pesquisa realizada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluiu que o Trauma é a maior causa de morte dos 20 aos 40 anos e o principal motivo de incapacidade entre acidentados.

Dr. Paulo Barbosa, diretor do Centro Ortopédico Ipiranga (COI) alerta sobre os riscos da imprudência no trânsito: “na moto, independente de quem tenha culpa, é o motociclista que sai perdendo porque ele é o parachoque. Usar os equipamentos de segurança é mais que uma obrigatoriedade, é uma questão de vida ou morte”.

Confira o vídeo em nossa página no Facebook e compartilhe. Juntos podemos conscientizar mais gente!

Você pode ter acesso aos filmes aqui no nosso site também. Clique aqui.

#DirijaSemDesculpas #Campanha

Rua Ipiranga, 109, Laranjeiras/RJ | Tel: (21) 2205-7996 / 3176-2061

Atendimento presencial e Teleatendimento

© Centro Ortopédico Ipiranga

Rua Ipiranga, 109, Laranjeiras/RJ

Tel: (21) 2205-7996 / 3176-2061

Especialidades

  • Ortopedia

  • Trauma Ortopédico

  • Ortopedia Geriátrica

  • Fisioterapia

  • Reabilitação Funcional

  • Preparação Física

  • Medicina Esportiva

  • Enfermagem

Convênios médicos:

  • Bradesco Saúde

  • Unimed

  • Saúde Caixa

  • Petrobras

  • SulAmérica Saúde

  • Real Grandeza

  • Mediservice

  • AMBEP

  • Banco Central do Brasil

  • Caberj

  • Unafisco Saúde

Desenvolvido por GLF Comunicação

Solicite seu agendamento online AQUI (a marcação da consulta só será validada após o contato do COI)

Telemedicina - Saiba mais