© Centro Ortopédico Ipiranga

Rua Ipiranga, 109, Laranjeiras/RJ

Tel: (21) 2205-7996 / 3176-2061

Especialidades

  • Ortopedia

  • Trauma Ortopédico

  • Ortopedia Geriátrica

  • Fisioterapia

  • Reabilitação Funcional

  • Preparação Física

  • Medicina Esportiva

  • Enfermagem

Solicite seu agendamento online AQUI (a marcação da consulta só será validada após o contato do COI)

Convênios médicos

  • Bradesco Saúde

  • Unimed

  • Saúde Caixa

  • Petrobras

  • SulAmérica Saúde

  • Real Grandeza

  • Mediservice

  • AMBEP

  • Banco Central do Brasil

  • Caberj

  • Unafisco Saúde

Trabalhe conosco (estamos sem vagas)

Desenvolvido por GLF Comunicação

Dor e problemas comuns no ombro

24/04/2018

O que a maioria das pessoas chamam de ombro é, na verdade, várias articulações que combinadas com tendões e músculos permitem uma ampla gama de movimentos no braço — desde arranhar suas costas até atingir o arremesso perfeito.

 

No entanto, a mobilidade tem seu preço e pode levar a problemas crescentes de instabilidade ou impacto dos tecidos moles ou estruturas ósseas em seu ombro, resultando em dor. Você pode sentir dor apenas quando movimenta o ombro ou o tempo todo e essa dor pode ser temporária ou contínua e requer diagnóstico e tratamento médico.

 

Este artigo explica algumas das causas comuns de dor no ombro, bem como algumas opções gerais de tratamento. Aqui no Centro Ortopédico Ipiranga podemos lhe dar informações mais detalhadas sobre sua dor no ombro.

 

A ilustração acima destaca os principais componentes da articulação do ombro.

 

 

Anatomia

Seu ombro é formado por três ossos: o osso do braço (úmero), a escápula e a clavícula.

 

A cabeça do seu osso do braço se encaixa em um soquete arredondado em sua escápula. Esse soquete é chamado de glenóide. Uma combinação de músculos e tendões mantém o osso do braço centrado no seu ombro. Esses tecidos são chamados de manguito rotador. Eles cobrem a cabeça do úmero e o anexa ao seu ombro.

 

Causa das dores

A maioria dos problemas do ombro se enquadra em quatro categorias principais:

 

  • Inflamação do tendão (bursite ou tendinite) ou ruptura do tendão

  • Instabilidade

  • Artrite / artrose

  • Fratura (osso quebrado)

 

Outras causas muito menos comuns de dor no ombro são tumores, infecções e problemas relacionados aos nervos.

 

Bursite

Bursas são pequenos sacos cheios de líquido que estão localizados nas articulações de todo o corpo, incluindo o ombro. Eles atuam como almofadas entre os ossos e os tecidos moles sobrejacentes e ajudam a reduzir o atrito entre os músculos de deslizamento e o osso.

 

Às vezes, o uso excessivo do ombro leva à inflamação e inchaço da bursa entre o manguito rotador e parte da escápula conhecida como acrômio. O resultado é uma condição conhecida como bursite subacromial.

 

A bursite geralmente ocorre em associação com tendinite do manguito rotador. Os muitos tecidos do ombro podem ficar inflamados e doloridos e fazer com que muitas atividades diárias, como pentear o cabelo ou se vestir, se tornem difíceis.

 

Tendinite

Um tendão é um cordão que liga o músculo ao osso. A maioria das tendinites é resultado da inflamação no tendão.

 

Geralmente, a tendinite é um dos dois tipos:

  • Aguda. O arremesso excessivo de bola ou outras atividades aéreas durante o trabalho ou esporte podem levar à tendinite aguda.
     

  • Crônica. Doenças degenerativas, como artrite ou desgaste repetitivo devido à idade, podem levar à tendinite crônica.

 

Os tendões mais comumente afetados no ombro são os quatro tendões do manguito rotador e um dos tendões do bíceps. O manguito rotador é composto de quatro pequenos músculos e seus tendões que cobrem a cabeça do osso do seu braço e o mantêm no soquete do ombro. O seu manguito rotador ajuda a proporcionar movimento e estabilidade ao ombro.

 

Rutura do tendão

A divisão e a ruptura de tendões podem resultar em lesão aguda ou alterações degenerativas nos tendões devido ao avanço da idade, ao uso excessivo e ao desgaste a longo prazo ou a uma lesão súbita. Essas ruturas podem ser parciais ou podem separar completamente o tendão de sua fixação ao osso. Na maioria dos casos de ruturas completas, o tendão é puxado para longe da sua fixação ao osso. As lesões do manguito rotador e do tendão do bíceps estão entre as mais comuns dessas lesões.

 

Impacto

O impacto do ombro ocorre quando a parte superior da escápula (acrômio) pressiona os tecidos moles subjacentes quando o braço é levantado do corpo. Quando isso acontece, o acrômio esfrega ou "colide" nos tendões do manguito rotador e na bursa. Isso pode levar a bursite e tendinite, causando dor e limitando o movimento.

 

Instabilidade

A instabilidade do ombro ocorre quando a cabeça do úmero é forçada para fora do soquete do ombro. Isso pode acontecer como resultado de uma lesão súbita ou do uso excessivo.

 

As luxações do ombro podem ser parciais, com a parte superior do braço saindo parcialmente do soquete. Isso é chamado de subluxação. Uma luxação completa significa que a cabeça sai completamente do encaixe.

 

Uma vez que os ligamentos, tendões e músculos ao redor do ombro ficam soltos ou rasgados, as luxações podem ocorrer repetidamente. Luxações recorrentes, que podem ser parciais ou completas, causam dor e instabilidade ao levantar o braço ou afastá-lo do corpo. Episódios repetidos de subluxações ou luxações levam a um aumento do risco de desenvolver artrose na articulação.

 

Artrose

Dor no ombro também pode ser resultado de artrose. Existem muitos tipos de artrose. O tipo mais comum no ombro é a osteoartrose, também conhecida como artrose "desgaste". Sintomas como inchaço, dor e rigidez geralmente começam na meia-idade. A osteoartrose se desenvolve lentamente e a dor provoca piora ao longo do tempo.

 

A osteoartrose pode estar relacionada a lesões esportivas ou de trabalho ou desgaste crônico. Outros tipos de artrose podem estar relacionadas a lesões do manguito rotador, infecção ou inflamação do revestimento articular.

 

Muitas vezes as pessoas vão evitar os movimentos do ombro em uma tentativa de diminuir a dor da artrose. Isso às vezes leva a um aperto ou enrijecimento das partes dos tecidos moles da articulação, resultando em uma restrição dolorosa do movimento.

 

Fratura

As fraturas são ossos quebrados. Fraturas do ombro geralmente envolvem a clavícula, úmero (osso do braço) e escápula (omoplata).

 

Fraturas do ombro em pacientes mais velhos são frequentemente resultado de uma queda. Em pacientes mais jovens, as fraturas do ombro são causadas geralmente por uma lesão de alta energia, como um acidente de veículo motorizado ou lesões esportivas.

 

As fraturas geralmente causam dor intensa, inchaço e hematomas no ombro.

 

 

Este artigo é fornecido como um serviço informativo e não substitui a orientação médica.

Qualquer pessoa que procure aconselhamento ou assistência ortopédica específica deve consultar o seu cirurgião ortopédico ou agendar uma consulta no Centro Ortopédico Ipiranga clicando aqui.

 

Fonte: Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Procurar por tags
Please reload

DESTAQUES

Atenção à TEV (Tromboembolismo Venoso)

October 14, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload